quinta-feira, 14 de abril de 2011

Parte 1 - A atracão do Islam Politico de Esquerda

Por que alguns Brasileiros estão se convertendo ao Islam?

Eu sempre quis escrever sobre este assunto, mas me faltava oportunidade. A gota d’agua foi o Massacre, então percebi que eu tinha que escrever algo sobre isso.

Por que alguns Brasileiros estão se convertendo ao Islam?

Esta pergunta nos leva de volta ao meu artigo “Razão do Rafik Responde estar aqui” onde eu discuto as noticias vinculadas pela Revista Época sobre a conversão ao Islam de vários indivíduos nas periferias das grandes cidades.

Eu não sou cientista social, mas sou teólogo. Sendo a sociologia uma das ferramentas da teologia, então isso me da um certo conhecimento teórico e pratico sobre o assunto. Porem as minhas opiniões não tão somente se baseiam no estudo e na teoria social mas também na minhas CONVERSAS e OBSERVAÇÕES com os próprios convertidos ao Islam.

Razoes que estão implícitas nas conversões ao Islam:

1. A grande maioria dos convertidos ao Islam no Brasil, são indivíduos simpatizantes da ESQUERDA.

Nao quero dizer que a Esquerda nao tenha "gente boa". Eu conheço bons cristãos da esquerda. Mas desde que o Islam tem cara de SOCIALISMO no Brasil, estes indivíduos NÃO estão interessados na VERDADE do Islam, mas na aparente ênfase do Islam na IGUALDADE social ou igualitarismo que é um “sistema social que defende e proclama a igualdade entre classes sociais”.

A revista Época diz: “Islã cresce na periferia das cidades do Brasil - Jovens negros tornam-se ativistas islâmicos como resposta à desigualdade racial.” Note minha enfase nas palavras - periferia, jovens, negros e desigualdade. A reporter Eliane Brum os descreve como “carentes de esgoto e de cidadania”. “Converteram-se ao islã e forjaram uma nova identidade”. “Homens como eles têm divulgado o islã … como instrumento de transformação política.” O Xeique Ishan Mohammad Ali Kalandar diz que “o islã sempre foi acolhido primeiro pelos mais pobres.”

A grande maioria dos adeptos do Islam tinham ligações com o socialismo ou comunismo, pertenciam ao Movimento Sem Terra, ao PCdoB etc. A Dona Ilma confessa que “Primeiro tornou-se comunista, depois muçulmana”.

O movimento Islâmico quando unido ao movimento negro, fomenta o sentimento de “supremacia negra e racismo”. A propaganda Islâmica cai em um solo fértil nestas comunidades: O Islam expõe os problemas sociais do Brasil e se apresenta como a SOLUÇÃO para estes problemas. Eu noto uma obsessão dos negros muçulmanos para mostrar superioridade. O Islam é melhor e ira prevalecer, dizem. O Alcorão promete que o Islam ira prevalecer sobre todas as religiões, mesmo que isso não agrade aos não-muçulmanos.

Sura 9:33 “Ele foi Quem enviou Seu Mensageiro com a Orientação e a verdadeira religião, para fazê-la prevalecer sobre todas as outras, embora isso desgostasse os idólatras.”

Sura 3:110 “Sois a melhor nação que surgiu na humanidade, porque recomendais o bem, proibis o ilícito e credes em Deus. Se os adeptos do Livro cressem, melhor seria para eles. Entre eles há fiéis; porém, a sua maioria é depravada.”

Sura 98:6 “Em verdade, os incrédulos, entre os adeptos do Livro, bem como os idólatras, entrarão no fogo infernal, onde permanecerão eternamente. Estas são as piores das criaturas!”

Note que estes três versos acima, mostram um pouco da psique do muçulmano: 1) O Islam ira prevalecer sobre as outras religiões. 2) Os muçulmanos são a nata da sociedade, os melhores dos melhores. 3) Os Cristãos e Judeus são os piores das criaturas.

Eles próprios definem o perfil destes que estão se convertendo a esta ideologia: jovens negros, pobres, desempregados, presidiários, favelados, etc. O Islam se torna instrumento político. Os negros, as favelas, as prisões etc, todos passam a ser “os oprimidos e desfavorecidos” que o Islam veio libertar. O Apostolo Pedro já nos advertiu que os falsos profetas geralmente “Prometem liberdade, quando eles mesmos são escravos” (2 Pe 2:13-14).

Estes novos muçulmanos, “vislumbram um estado muçulmano no horizonte do Brasil”. O que quer dizer isso? Eles querem a implementação da SHARIA (lei Islâmica) que tanto criticamos nos paises Islâmicos. A BBC fez uma matéria dizendo que “Jovem muçulmana de São Paulo defende véu e poligamia”. Paloma diz: "Pode ser contraditório, mas eu adoro Karl Marx." Sim, comunismo, revolução, rima e cai bem com Islam apesar de ser uma contradição. Pena que Paloma não fala dos males da poligamia. Por que? Eu acho que o Islam faz mal para o cérebro das mulheres: Olha o absurdo que a Paloma fala: "Se no Alcorão está escrito que o testemunho da mulher vale a metade do testemunho do homem, eu acato. Não estarei sendo submissa ao homem, mas a Deus." Imagina se a moda pega no Brasil?

Uma convertida ao Islam chamada Elisângela, esta feliz em dividir o maridão com outras mulheres: É um direito dele. Quem sou eu para discordar do Alcorão? Prefiro que tenha uma segunda mulher do que me traia. O homem tem necessidades.” Essa eu não entendi: é melhor ter OUTRA do que TRAIR? Qual é a diferença Elisângela? Ele pode e ira amar mais a uma do que a outra, assim como Maomé fazia com Aisha e causava ciúmes nas outras esposas. Concluo que o Islam faz mal para o cérebro das mulheres.

Enquanto a Europa tenta controlar e limitar o uso do veu ou “tendas ambulantes”, agora temos brasileiros tentando importar esta “porcaria”. Veja que a Sharia é tudo aquilo que Maomé ensinou: cortar mãos e pés de ladores, apedrejamento por adultério, sexo com crianças etc.

Sera que ninguém se pergunta o porque o Xeique Ishan Mohammad Ali Kalandar disse que “depois do 11 de setembro, aumentou muito o número de converses”? Vocês notaram que a palavra “11 de Setembro” aparece NOVE vezes no texto? O Wellington foi fruto do atentado de 11 de Setembro. Sera que a manifestação de violência e o sentimento anti-americano do 11 de Setembro serviu como combustível e estimulo para estas conversões? Certamente!

O que é interessante é que os adeptos do Islam sabem que a “ligação da religião… ao terrorismo fundamentalista, as conversões se multiplicaram, em vez de encolher.” Isso é exatamente o que eu tenho dito, o Islam fornece as ferramentas ideológicas e teológicas para quem tem fome e sede de violência.

O Wellington disse que ele foi motivado pelo 11 de Setembro. O conteúdo do discurso de luta e libertação do Muçulmano Wellington ecoa com os outros muçulmanos. A diferença entre o Wellington e estes OUTROS, é que ele partiu para a agressão armada, enquanto que estes outros ainda preferem o discurso. Ambos desejavam um ESTADO ISLÂMICO e ambos usam esta ideologia para promover os seus interesses.

Este mesmo fenômeno também é verdade fora do Brasil. Os negros americanos que se convertem ao Islam são geralmente simpatizantes dos valores e ensinos do comunismo e da ESQUERDA o que por sua vez, deu forca ao Movimento Nacionalista Negro. O grande numero de convertidos ao Islam que estão envolvidos na JIHAD - luta armada, chama a atenção das autoridades nos Estados Unidos e Europa. Os casos são muitos para serem enumerados.

Nomes como “Faisal Shahzad e Umar Farouk Abdulmutallab” são venerados entre alguns convertidos brasileiros (como Rafael Estrelo de Patos MG) como fonte de inspiração. So falta agora ele colocar a foto do Wellington a galeria de heróis dele.

Na verdade, a teologia Islâmica é a ultima coisa que eles afirmam como fator crucial e motivador da conversão ou adesão ao Islam. A questão social vem sempre em primeiro lugar.

O jovem Ridson Mariano da Paixão fornece um bom exemplo. Ele diz que ficava INCOMODADO com esta historia de perdoar quem te agride. Ele diz: “Eu não estava nesse espírito passivo…” e foi exatamente o exemplo de Malcon X e do 11 de Setembro “…foi esse ponto fundamental que me pegou ...” diz Ridson. Os ensinos de Jesus não era para ele!

Outro exemplo é um musico (apesar que “Música é proibido no islã), chamado Leco Carvalho. Mas ele é gente boa. Ele confessa que foi convidado a se retirar da Mesquita e acabou montando a sua própria mesquita, moldada na sua própria versão do Islam, onde ele mesmo decide o que acreditar e o que rejeitar no Islam. Conveniente não é?

Escrevi um email para ele: “Caro Amigo Leco, fiquei curioso para saber, qual foi o motivo da sua conversão ao Islam. Voce poderia me explicar? Voce tambem poderia me dar uma explicação para esta Hadith abaixo? (aquele dos negros serem criados para queimar no inferno) Abraços do Rafik”.

O Leco respondeu: “As Salam wáleicum. O Profeta Muhammad (S.A.S) não recomendou nenhum livro de hadices... Eu não perco o meu tempo com hadices... isso é um hadice provavelmente inventado... Me reverti ao Islam por questão de Monoteísmo. Só acredito em Deus! Abraços e Salam (Paz) Leco Carvalho”.

Não é difícil ver a superficialidade do pensamento do nosso amigo, não é? Pensar não é a praia desta galera! O negocio deles é cantar, protestar, lutar por uma sociedade “justa” e eles acharam no espírito do Islam a fonte de inspiração.

Bom, depois de eu ter chamado a atenção para este fato, agora eles começaram a dizer que a teologia Islâmica foi decisiva nas conversões dos brasileiros. Concordo que este seja o caso dos católicos, mas a grande maioria que se converte ao Islam, se espelha no Islam por motivos sócio-políticos e não teológicos.

Abraços do Rafik

10 comentários:

  1. A maioria dos convertidos ao Islam no Brasil é católico porque essa é a religião majoritária. O Catolicismo é anti-comunista, se esses católicos fossem católicos de verdade não seguiriam ideologias que sejam contra sua religião.

    Esses "católicos" não praticam a sua religião, no Brasil isto esta cada vez mais frequente, eu diria até que o número de Católicos sinceros no nosso país é semelhante a quantidade de protestantes sinceros.

    Agora em países como os EUA onde a grande maioria é protestante os convertidos ao Islam devem ser protestantes e o número de protestantes sinceros deve ser bem menor do que o de "protestantes" não praticantes.

    ResponderExcluir
  2. Rafael,
    Voce se adiantou um pouco... este era o tema da Parte 5 das razoes para conversões.
    Ja que voce mencionou, terei que te desapontar.
    Mesmo nos Estados Unidos a maior parte das conversões sao de LATINOS que por sua vez sao católicos.
    Eu vou explicar um pouco mais quando eu postar o artigo. Nao deu tempo para termina-lo.
    Ate logo
    Rafik

    ResponderExcluir
  3. Ah entendi!

    Então seria pela promessa de "igualdade" ja que os latinos vivem a margem da sociedade estadunidense?

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As Salam (A Paz) irmão... Mudei de idéia. Vc ajuda bastante o Islam. Obrigado pela divulgação!

      Excluir
  5. Grande Leco:
    Qual foi a parte do artigo que voce nao gostou?
    Qual parte precisa de provas?
    Seguramente voce se refere a parte onde eu menciono o seu nome! Veja abaixo:
    Vamos la conversa comigo!

    "Outro exemplo é um musico (apesar que “Música é proibido no islã), chamado Leco Carvalho. Mas ele é gente boa. Ele confessa que foi convidado a se retirar da Mesquita e acabou montando a sua própria mesquita, moldada na sua própria versão do Islam, onde ele mesmo decide o que acreditar e o que rejeitar no Islam. Conveniente não é?

    Escrevi um email para ele: “Caro Amigo Leco, fiquei curioso para saber, qual foi o motivo da sua conversão ao Islam. Voce poderia me explicar? Voce tambem poderia me dar uma explicação para esta Hadith abaixo? (aquele dos negros serem criados para queimar no inferno) Abraços do Rafik”.

    O Leco respondeu: “As Salam wáleicum. O Profeta Muhammad (S.A.S) não recomendou nenhum livro de hadices... Eu não perco o meu tempo com hadices... isso é um hadice provavelmente inventado... Me reverti ao Islam por questão de Monoteísmo. Só acredito em Deus! Abraços e Salam (Paz) Leco Carvalho”.

    Não é difícil ver a superficialidade do pensamento do nosso amigo, não é? Pensar não é a praia desta galera! O negocio deles é cantar, protestar, lutar por uma sociedade “justa” e eles acharam no espírito do Islam a fonte de inspiração.

    Bom, depois de eu ter chamado a atenção para este fato, agora eles começaram a dizer que a teologia Islâmica foi decisiva nas conversões dos brasileiros. Concordo que este seja o caso dos católicos, mas a grande maioria que se converte ao Islam, se espelha no Islam por motivos sócio-políticos e não teológicos."

    Abraços do Rafik

    ResponderExcluir
  6. As Salam (A Paz). Fique há vontade em expor suas idéias. É importante lembrar que o quanto mais divulguem o islam, seja de forma positiva ou negativa... acaba gerando mais propaganda em benefício do Islam. Muito obrigado. Só não sou totalmente sincero com vc porque não o conheço, e, segundo o Islam... Para conhecermos uma pessoa é necessário conviver com ela ou fazer negócios com ela. Não tenho nada contra os cristãos... Afinal de contas o Império da Bizantina CRISTÃO aceitou os muçulmanos divulgando em seu território, somos da mesma origem de crença monoteísta (Abraão). Quando realmente quiser me conhecer... Vamos sentar para um bate papo amigável.
    www.estradadaharmonia.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leco Carvalho deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Parte 1 - A atracão do Islam Politico de Esquerda...":

      Biç Mil Láh (Em nome de Deus)
      Palavras sem provas representa um perigo judicial para vc. Retire o que vc disse!

      Excluir
    2. Querido amigo Leco
      Voce então mudou de ideia? Mas eu achei por bem ainda postar a sua ameaça. Fica mais honesto desta forma. Rapaz voce é um IMAM, mostra aos seus adeptos que voce pode defender a sua religião.

      Interessante a sua teoria ".... quanto mais divulguem o islam, seja de forma positiva ou negativa ... acaba gerando mais propaganda em beneficio do Islam "

      Voce deve ter aprendido esta tática em algum curso de Propaganda e Marketing do Afeganistão não foi?

      Por isso eu acho que pensar não é a sua praia. Toda resposta que voce me da, nenhuma passa pelo teste da lógica e da razão. Falha minha ... voce é SUFI.

      Não querendo humilhar a sua capacidade de raciocínio, mas seria difícil não deixar de comentar o que voce disse sobre a sua "SINCERIDADE". Como é isso mesmo? De acordo com o Islam voce não pode ser totalmente sincero? Entendi bem?

      Achei tambem interessante que de acordo com o Islam, para voce conhecer "uma pessoa é é necessário conviver com ela ou fazer negócios com ela".

      Voce então tomou um cafezinho com o seu profeta Mohamed? Fez negocios com ele? Neste caso voce não conhece nem sequer o seu profeta? Voce não acha que é possível conhecer uma pessoa ou a sua forma de pensar através dos seus escritos, musicas e arte? Eu posso te conhecer pelo que voce escreve. Ta vendo como voce se contradiz?

      Somente para te ajudar: não se diz "Império da Bizantina CRISTÃO", primeiro a palavra “Bizantino” é MASCULINA. Mas isso poderia ser um erro de grafia. No entanto quem “aceitou os muçulmanos divulgando em seu território” foi o Império ABISSÍNIO meu caro amigo.

      Voce comete um erro de teologia e historia: Nos dois não somos farinha do mesmo saco, não temos a mesma origem de crença monoteísta. O Islam surgiu de uma mistura de uma seita cristã com o zoroastrismo.

      Mas quem sabe algum dia seria possível me sentar com voce e bater um papo amigável. Seria muito jóia. Ate este dia chegar, acho que teremos que nos conhecer melhor e conversar pela internet mesmo.

      Vamos la, meu querido, eu acho que voce fizer força voce pode produzir pensamentos mais coerentes.

      Abraços
      Rafik

      Excluir
  7. As Salam. Bem... influência grega muitas crenças tem... Inclusive o cristianismo. Senão a sede da igreja seria em Israel ou Palestina e não na Europa ou ocidente! E a bíblia não seria uma inspiração, seria de língua aramaica ou hebraica, escrita por testemunhas oculares, ou seja, os discípulos de Jesus ou o Mesmo. O que me diz do concílio de Niceia? Todos nós Só deixaremos de ser seita com o advento de Jesus, pois a crença original se perdeu com o passar do tempo. Isso é relatado no quinto capítulo do Alcorão (A Mesa servida) e em alguns hadices. Atualmente islam é dividido em mais de 70 ramificações. Isso acontece também com o cristianismo. Bem....
    Não considero wahabismo como um caminho saudável. Acho que a cultura de um povo é um caso a parte, o tempo nos muda companheiro sem face e sem nome... Você está pegando como referência o Islam saudita apoiado por Israel. Esse não é o Islam verdadeiro. Lembrando também que todos os terroristas do 11 de setembro no qual vc mencionou antes, eram sauditas, lembrando também que a família Bush é família da família de Bin Laden. Osama foi treinado pela cia. Acho que os verdadeiros anti cristo estão próximo de nós em muitos produtos na geladeira inclusive na sua. É melhor cada um cuidar de sua espiritualidade e se retirar deste grande teatro! Essas alianças... todas convém conforme o dinheiro e a política. Eu por acaso tenho coragem de expor o meu verdadeiro nome e minha cara. Sem ganhar nada pra isso. por que se esconde Rafik? Não tomei cafe com Muhammad (S.A.S) porque não isso não é necessário para conhecer um homem de coragem, basta a história. Já os sem coragens e sem faces... como no seu caso só... tomando um café. Nunca te vi.... Jesus também não se escondia para falar de sua Fé... Ele também meteu a cara, virou o comércio dentro de uma sinagoga. Vc teria coragem cristão? Jejus (S.A.S) teve, ele não era cristão. O cristianismo foi fundado muito depois por Paulo de Tarso, cobrador de impostos de Roma. Bem acho que ele viu uma ótima fonte de lucratividade assim posteriormente os protestantes aproveitaram o mesmo como os wahabis. Emfim... Acho que tem muita gente no pacote sionista e nem sabe. Abraços

    ResponderExcluir

Façam os seus comentários, mas cuidado com a língua!